Força-Tarefa fecha 57 locais que descumpriram decreto em Timon

Ananias Ribeiro Ananias Ribeiro

A Força-Tarefa contra a Covid-19 em Timon expandiu o alcance da fiscalização para coibir aglomerações e, consequentemente, o avanço da doença. No ranking do descumprimento ao decreto da pandemia estão bares, que representam mais de 60% dos estabelecimentos comerciais notificados, de acordo com Darlla Juliana, diretora da Vigilância Sanitária.

Ela acrescenta que há muitos flagrantes também em balneários e somente no último fim de semana, seis foram notificados.

“No fim de semana passado, entre estabelecimentos fechados, notificados e/ou autuados foram 27. Agora, no último fim de semana, foram 57, um aumento considerável que é reflexo também na atuação da Força Tarefa que expandiu a rota de fiscalização”, avaliou a diretora da Vigilância Sanitária.

Nos últimos sete dias, a Força-Tarefa fez abordagens em 473 estabelecimentos comerciais, sendo que 57 foram fechados, notificados ou autuados na zona urbana e seis na zona rural.

A Força-Tarefa atua ,desde o início da pandemia, em um trabalho, primeiramente de conscientização sobre a necessidade de seguir o decreto com medidas mais restritivas, para barrar o avanço da doença e salvar vidas.

Integram à Força Tarefa: Vigilância Sanitária, Departamento Municipal de trânsito (Dmtrans), Guarda Civil Municipal, polícias Militar e Civil, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Consórcio Intermunicipal de Mobilidade Urbana (CIMU) Corpo de Bombeiros, Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretrans), Conselho Tutelar e Secretaria de Limpeza Pública e Urbanização (SLU).

“Cada órgão tem um papel importante na Força Tarefa. A Vigilância é responsável pelas autuações, por exemplo. Já o Meio Ambiente está focado nas denúncias de aglomeração e que têm som alto. Cada um faz seu papel para garantir o cumprimento do decreto que vai refletir na diminuição dos números dessa doença tão grave”, reitera Juliana.

Sobre os estabelecimentos multados, o proprietário do estabelecimento tem até 15 dias para recorrer da decisão. Gradativamente, se houver insistência no descumprimento das medidas restritivas vigentes, é cabível a penalidade de interdição.

  • A Força-Tarefa disponibiliza alguns contatos para denúncias:

Vigilância Sanitária: 99 3212 6462 (Segunda a Sexta, das 8h às 17h30); 99 9 8514 9755 (Finais de Semana)
Guarda Municipal: 99 2121 6462
Copom: 3212 1078

Compartilhar
Siga:
Jornalista e acadêmico de Direito. Editor do portal PI24h. Foi repórter do Portal AZ, 180 Graus e editor do Portal Meio Norte. Editor de política do Jornal Meio Norte. Apresentador e comentarista de política na Rede Meio Norte.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias