Museu da Imagem e do Som homenageia Torquato Neto

Vai se chamar Torquato Neto, o Museu da Imagem e do Som de Teresina
Hérlon Moraes Hérlon Moraes

Vai se chamar Torquato Neto, o Museu da Imagem e do Som de Teresina. O decreto homenageando o poeta piauiense foi assinado pelo prefeito Dr. Pessoa e publicado no Diário Oficial do Município. Torquato, além de poeta, foi jornalista, ator, cineasta e letrista da música popular brasileira. O Museu da Imagem e do Som fica localizado no prédio da antiga Câmara Municipal de Teresina. As obras de reforma do local iniciaram ainda em 2016.

Inauguração

O Museu terá ainda uma pinacoteca, cineclube, com salas especiais para edição de vídeo, gravação de som, triagem, revisão de filmes, digitalização e fotografia, como também, na parte de exposições, espaços para salas de projeção, atividades culturais, lojas, biblioteca, restaurante, auditório, cafeteria e salão externo. A inauguração do espaço deve acontecer ainda este ano. A obra já foi concluída.

Mérito Aeronáutico

O deputado Flávio Nogueira (PT/PI), coordenador da bancada federal piauiense, recebeu a Medalha Ordem do Mérito Aeronáutico, maior honraria da Força Aérea Brasileira. A homenagem ocorreu em Brasília durante a solenidade militar alusiva ao Dia do Aviador. O parlamentar piauiense recebeu a honraria das mãos do comandante da Aeronáutica, Tenente-brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno.

Flavio Nogueira
Flavio Nogueira recebe homenagem da Força Aérea Brasileira. Foto: Divulgação

Missão difícil

O presidente estadual do PSDB, Luciano Nunes, tem uma missão difícil pela frente: reestruturar o partido no Piauí em pouco tempo. A legenda, que nunca obteve bom desempenho no interior do estado, perdeu o protagonismo de vez, quando deixou de comandar a Prefeitura de Teresina, sua válvula de sustentação. De lá para cá, o partido encolheu tanto que, para muitos, a legenda se resume ao próprio Luciano Nunes, reconduzido ontem à presidência.

Luciano Nunes
Luciano Nunes, presidente estadual do PSDB. Foto: Divulgação

Julgamento

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começa a julgar hoje, mais três ações sobre supostas irregularidades cometidas pelo ex-presidente Jair Bolsonaro durante a campanha das Eleições 2022. As ações foram movidas pelo PDT e pela candidata à Presidência no pleito do ano passado Soraya Thronicke. Entre os crimes, apontam abuso de poder político e uso de bens públicos por Bolsonaro nas comemorações do Bicentenário da Independência do Brasil, no dia 7 de setembro.

TSE
Foto: José Cruz / Agência Brasil
Compartilhar

Mais Colunas

Últimas Notícias

Mais Lidas