Justiça decreta prisão domiciliar da mãe de Izadora Mourão

Ananias Ribeiro Ananias Ribeiro

O juiz Diego Ricardo Melo de Almeida, da 2ª Vara da Comarca de Pedro II, decretou a prisão domiciliar de Maria Nerci dos Santos Mourão, acusada de homicídio triplamente qualificado contra a filha, a advogada Izadora Mourão, no dia 13 de fevereiro, no município de Pedro II, a 205 km de Teresina.

O magistrado acatou pedido do Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI). Maria Nerci é idosa e única responsável pelos cuidados de um filho incapaz. O outro filho, o jornalista João Paulo, está preso em regime fechado pelo crime.

Maria Nerci está impedida de manter contato com testemunhas, sair de casa a partir das 18h até as 6h, salvo para tratamento médico para si ou seu filho com comunicado ao Conselho Tutelar.

O juiz recebeu tornou Maria Nerci e João Paulo réus por homicídio triplamente qualificado contra a advogada, irmã e filha Izadora Mourão.

O crime.. A advogada Izadora Mourão foi morta a golpes de faca no quarto do irmão na casa da família em Pedro II.

A família apresentou a tese de que uma mulher entrou na casa e matou Isadora. O irmão João Paulo foi preso dois dias depois como o principal suspeito do crime após o caso passar a ser investigado pelo DHPP.

Compartilhar
Siga:
Jornalista e acadêmico de Direito. Editor do portal PI24h. Foi repórter do Portal AZ, 180 Graus e editor do Portal Meio Norte. Editor de política do Jornal Meio Norte. Apresentador e comentarista de política na Rede Meio Norte.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias