Vídeo: Preso por latrocínio chora ao cair nas mãos da PM

Gleison Ferreira Silva foi preso pelo latrocínio do empresário Petrônio Nunes
Redação PI24h Redação PI24h
  • O indivíduo foi preso em uma casa na Vila Apolônia, na zona norte de Teresina
  • Ele chorou ao ser conduzido no cumprimento de mandado de prisão em Teresina
  • Gleison tem condenação por um homicídio em 2016 na zona norte de Teresina

O indivíduo identificado como Gleison Ferreira Silva foi preso nesta sexta-feira, dia 15, suspeito de matar com um tiro no peito o empresário Petrônio Nunes de Lima durante um assalto a uma casa lotérica na avenida Campos Sales, no centro de Teresina. O crime ocorreu na tarde da última quarta-feira, dia 13.

Gleison foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva em uma casa na Vila Apolônia, no bairro São Joaquim, na zona norte de Teresina. Um vídeo mostra o suspeito chorando no momento da prisão efetuada por agentes da Polícia Civil e Polícia Militar.

  • Vídeo: Suspeito de latrocínio chora durante prisão em Teresina

Ele foi levado para a sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (Dhpp). Gleison, apesar de chorar para mostrar arrependimento, já possui condenação por homicídio ocorrido no dia 07 de agosto de 2016, no bairro Matadouro, na zona norte de Teresina.

O indivíduo matou com um tiro a vítima Paulo Maciel de Oliveira, sendo condenado a nove anos e seis meses de prisão, em 28 de junho de 2023. No entanto, estava recorrendo da sentença em liberdade sem cumprir a pena no Piauí.

Os policiais também apreenderam a arma usada no crime contra o empresário Petrônio Nunes. O revólver calibre 38 foi encontrado com um adolescente de 14 anos na Vila Pantanal, no bairro Nova Brasília, na zona norte de Teresina. Ele foi abordado no momento em que se deslocava até a casa de uma mulher identificada como Jaciara Pires Rodrigues.

Jaciara foi presa suspeita de ter fornecido a arma para Gleison. Ela seria responsável pelo aluguel da arma para o cometimento do latrocínio em Teresina. A prisão foi efetuada no bairro Por Enquanto. Ela tem condenações por tráfico de drogas e roubo e estava foragida desde janeiro de 2021.

Jaciara Pires
Jaciara Pires. Foto: Divulgação

1º Preso

Pelo menos dois indivíduos atuaram no latrocínio do empresário Petrônio Nunes. O primeiro deles foi preso logo após o crime próximo a uma invasão no bairro Mafrense, na zona norte de Teresina.

Isac da Silva Nascimento, conhecido como “Coreano”, 26, usava tornozeleira eletrônica durante o latrocínio em Teresina. Isac é contumaz na prática criminosa e já possui sete processos criminais por roubo e posse de drogas, com três condenações na Justiça.

“É um indivíduo que faz do crime seu meio de vida, e que não tem mais o senso da punibilidade. Para ele a impunidade é quem impera. Ele foi cometer um crime grave em parceria com outro indivíduo usando uma tornozeleira”, avaliou o delegado Francisco Costa, o Barêtta.

Os policiais ainda apreenderam um carro modelo Sandero que teria sido usado para a fuga dos criminosos em Teresina.

  • Vídeo: Preso suspeito de matar dono de lotérica em Teresina

Caso

O dono de uma casa lotérica identificado como Petrônio Nunes de Lima foi morto com um tiro no peito na tarde desta quarta-feira, dia 13, durante um assalto no estabelecimento comercial na avenida Campos Sales, no centro de Teresina.

  • Vídeo: Dono de lotérica é morto durante assalto em Teresina
Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias