Importunação

Caso Salve Rainha: Moaci Júnior vai para semiaberto no Piauí

Moaci Júnior foi condenado a 14 anos, 4 meses e 24 dias de prisão no Piauí
Redação PI24h Redação PI24h
  • Justiça atendeu pedido da defesa e concedeu progressão de regime a Moaci Júnior
  • O condenado foi preso no dia 01 de novembro de 2023 após esgotados os recursos na Justiça
  • MP-PI apresentou parecer favorável à progressão de regime de Moaci Júnior

O juiz Marcus Klinger Madeira de Vasconcelos, da Vara de Execuções Penais em Meio Fechado e Semiaberto da Comarca de Teresina, atendeu pedido da defesa e concedeu progressão de regime a Moaci Moura da Silva Júnior.

Ele foi condenado a 14 anos, 4 meses e 24 dias de prisão pelo homicídio dos irmãos Francisco das Chagas Júnior e Bruno Queiroz, e lesão corporal grave contra o jornalista Jader Damasceno. Os três eram integrantes do grupo cultural Salve Rainha.

O condenado foi preso no dia 01 de novembro de 2023 em cumprimento de mandado de prisão expedido pela juíza Maria Zilnar Coutinho, da 2ª Vara do Tribunal Popular do Júri, após esgotados os prazos de recurso junto ao Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI).

O Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI) apresentou parecer favorável à progressão de regime de Moaci Júnior. O condenado vai cumprir pena na Colônia Agrícola Major César Oliveira.

Semiaberto

Regime prisional em que o prisioneiro tem uma liberdade condicionada, estando na prisão somente no período da noite e permanecendo fora do presídio no período do dia: regime semiaberto.

Condenação

Moaci Júnior foi condenado a 14 anos de prisão em 4 de março de 2020. O Ministério Público do Piauí (MP-PI) recorreu e a pena foi aumentada para 15 anos, e após recurso da defesa a pena foi revista para 14 anos, 4 meses e 24 dias. Em 2018, Moaci foi preso ao descumprir medidas cautelares, que permitiam que ele respondesse o processo em liberdade junto à Justiça.

Com o fim dos prazos de recurso, o mandado de prisão foi expedido na última segunda-feira, dia 30, e Moaci foi intimado a se apresentar ao Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI). O mandado foi cumprido no Fórum Cível e Criminal e o condenado será encaminhado ao sistema penitenciário do Estado.

Crime

Os irmãos Júnior Araújo e Bruno Queiroz morreram após o carro onde estavam modelo Volkswagen Fusca foi colhido na lateral por um Corolla conduzido por Moaci Júnior. O acidente ocorreu por volta das 23h do dia 26 de junho de 2016, no cruzamento da Avenida Miguel Rosa e Rua Jacob de Almendra, no centro de Teresina.

Os corpos dos irmãos foram resgatados das ferragens pelo Corpo de Bombeiros. Segundo gravação de câmera de segurança, Moaci Júnior avançou o sinal vermelho. Segundo testemunhas, Moaci Júnior teria tentado fugir do local, mas acabou sendo preso por policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar e encaminhado à Central de Flagrantes. O condutor estava embriagado, segundo exame clínico feito no Instituto Médico Legal (IML).

Carro onde estavam irmãos mortos em colisão em Teresina. Foto: Divulgação
Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias