Policial preso era “vizinho” de agente morto em Parnaíba

Delegado não aponta motivação do crime e afirma que nenhuma linha de investigação será descartada pela Polícia Civil
Redação PI24h Redação PI24h

O cabo Valério Neto, da Polícia Militar do Piauí, era “vizinho” do agente Alexsandro Cavalcante Ferreira, 45, da Polícia Civil do Piauí, morto a tiros na madrugada desta quarta-feira, dia 13, no Conjunto Caminhos da Alvorada, no bairro Vicente Correia, no município de Parnaíba, a 340 km de Teresina.


“Os dois moravam se não na mesma quadra, nas proximidades, no mesmo conjunto habitacional. Isso tudo está sendo apurado e colocado no procedimento policial”, disse o delegado Célio Benício, diretor de Polícia do Interior. O delegado não apontou a motivação do crime. “Nesse momento qualquer conclusão sobre motivação, e modus operandi, seria precipitado, até irresponsável. A Polícia Civil dará uma resposta e esclarecimento à sociedade”, argumentou o delegado Célio Benício.

“Nas redes sociais, em grupos de WhatsApp, várias conjecturas aparecem, tudo que se chegar em termo de ‘história’ será apurado, nenhuma vertente, linha de investigação será descartada sem ser averiguada”, completou o delegado Célio Benício.

O delegado explicou que a investigação tem a autoria definida e que agora o inquérito policial vai indicar a dinâmica e a motivação do homicídio em Parnaíba. Depois do crime, o cabo Valério Neto ligou para o comandante do 27º Batalhão da Polícia Militar e foi conduzido, com um advogado, para a Central de Flagrantes de Parnaíba.

“Bom Policial”

O tenente coronel Costa Lima, da Polícia Militar do Piauí, afirmou que o cabo tinha conduta exemplar, era considerado “um bom policial” e que o crime tem motivação na relação dele com o agente Alex. “Ele [cabo Valério] não tem nada que desabone sua conduta. O que a gente entende foi algo entre ambos que vai ser apurado e ao final vamos ter o fato esclarecido”, afirmou o tenente coronel Costa Lima.

Arma de Fogo

A arma do agente Alex – que não foi encontrada no local do crime – e do cabo Valério estão em poder da Polícia Civil. “As duas armas estão apreendidas no bojo do inquérito policial. O delegado vai dar encaminhamento a perícias”, disse o delegado Célio Benício.

Crime

O policial civil Alexsandro Cavalcante Ferreira foi morto com dois tiros – no rosto e no peito – na manhã desta quarta-feira, dia 13, no Conjunto Caminhos da Alvorada, no bairro Vicente Correia, no município de Parnaíba, a 340 km de Teresina. As informações são do Portal do Catita.

Local onde corpo de policial foi encontrado; policiais trabalham na ocorrência em Parnaíba. Foto: Reprodução

Cabo Preso

O cabo Valério Neto foi preso na manhã desta quarta-feira, dia 13, suspeito de matar a tiros o agente Alexsandro Cavalcante Ferreira, da Polícia Civil do Piauí. O crime ocorreu durante a madrugada no Conjunto Caminhos da Alvorada, no bairro Vicente Correia, em Parnaíba.

Flagrante

O delegado geral da Polícia Civil do Piauí, Luccy Keiko, afirmou na manhã desta quarta-feira, dia 13, que o cabo apontado como autor do homicídio do agente Alexsandro Cavalcante Ferreira foi entregue pela Polícia Militar e autuado em flagrante por homicídio na Central de Flagrantes de Parnaíba.

“A Polícia Militar em Parnaíba não colocou nenhum obstáculo e nos ajudou apresentando rapidamente esse policial para ser autuado em flagrante pelo crime de homicídio. Durante o inquérito serão esclarecidas todas as circunstâncias da morte do nosso colega”, Luccy Keiko, delegado geral da Polícia Civil.

  • Vídeo: Delegado geral fala sobre assassinato de policial civil em Parnaíba
Compartilhar
Compartilhar:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias