Importunação

Cinegrafista de 24 anos é morto por engano, diz Polícia Civil

Carlos Romão, conhecido como "Jubileu", foi morto a tiros em Mossoró
Redação PI24h Redação PI24h
  • Carlos Romão trabalhava na TV Cidade Oeste em Mossoró, no Rio Grande do Norte
  • Ele foi abordado por dois criminosos que roubaram celular e o mataram no RN
  • "Ele confessou que matou, disse que a intenção era matar um desafeto"

O cinegrafista Carlos Romão Barbosa Filho, conhecido como “Jubileu”, 24, foi morto a tiros por engano na noite de domingo, dia 04, disse a Polícia Civil. Ele trabalhava na TV Cidade Oeste. Segundo o delegado Caio Fabio, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (Dhpp), o suspeito do crime foi preso em uma favela em Mossoró.

Na cadeia, ele confessou o crime e disse ter matado por engano. “Ele confessou que matou, disse que a intenção realmente era matar um desafeto dele, mas que havia confundido o rapaz. Depois do crime ele começou a ver em reportagens que havia mesmo matado a pessoa errada e confirmou isso na delegacia”, disse o delegado Caio Fabio.

O suspeito confirmou que a arma encontrada na casa da avó dele foi a utilizada no homicídio. Segundo o delegado, as investigações continuam para identificar quem estava pilotando o veículo no momento do crime em Mossoró.

Carlos Romão conduzia uma moto com a namorada quando foi abordado por dois criminosos em outra motocicleta – eles anunciaram o assalto e roubaram dois celulares das vítimas. E após pegar os celulares, os criminosos mandaram Carlos tirar o capacete e o executaram no bairro Sumaré.

Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias