Defesa de piloto piauiense rebate culpa no caso Marília Mendonça

Polícia Civil concluiu que piloto piauiense teve culpa no acidente com cantora Marília Mendonça
Redação PI24h Redação PI24h

O advogado Sérgio Alonso, responsável pela defesa do piloto Geraldo Martins de Medeiros, rebateu o inquérito da Polícia Civil de Minas Gerais que atribuiu a responsabilidade da queda de avião com a cantora Marília Mendonça ao piauiense e ao copiloto Tarcísio Viana.


“Tecnicamente é um absurdo, se você pegar qualquer piloto, engenheiro que entenda de aviação, tudo que eles colocam lá [na conclusão] não tem o menor sentido”, explicou o advogado ao Metrópoles.

O advogado especialista em direito aeronáutico afirmou que as conclusões da polícia são destituídas de provas e não são baseadas em um parecer técnico e jurídico. “Isso é totalmente destituído das provas. Quem deveria acentar lá deveria ser o responsável criminalmente seria quem implantou essa rede sem sinalização. É totalmente descabida essa conclusão do inquérito”, complementou o advogado Sérgio Alonso.

Piloto
Avião com Marília Mendonça caiu em Caratinga. No detalhe, o piloto Geraldo Júnior. Foto: Divulgação

“No ponto de vista jurídico, a delegacia afirmou que os pilotos cometeram homicídio culposo, e delegado não é juiz. Como o delegado afirma que foi cometido um homicídio culposo sem ter julgamento? Essa conclusão é absurda, tanto do ponto de vista técnico da aviação quanto do ponto de vista jurídico. É até injurioso. Talvez eles devessem investigar quem colocou a linha lá”, concluiu o advogado Sérgio Alonso.

Marília Mendonça
Cantora Marília Mendonça. Foto: Divulgação
Compartilhar
Compartilhar:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias