Três são condenados a 78 anos de prisão no caso Flávia Wanzeler

Flávia Wanzeler foi morta por criminosos que tentaram tomar o carro onde estava em Teresina
Redação PI24h Redação PI24h

O juiz João Antônio Bittencourt Braga Neto, da 3ª Vara Criminal de Teresina, condenou a 78 anos de prisão – em penas somadas – os três réus pelo latrocínio da estudante de medicina Flávia Cristina Wanzeler Sampaio.


Francisco Emanoel dos Santos, conhecido como “Biel”, apontado como o autor do disparo de arma de fogo que matou a estudante, foi condenado a 31 anos e dois meses de prisão; Denilson Weviton Santos Nicolau, conhecido como “Ceará”, e Antônio Cleison Barbosa Silva, 30, vulgo “Macapá”, foram condenados, cada, a 23 anos e quatro meses de detenção pelos crimes de latrocínio, receptação e roubo majorado em Teresina.

Caso Flávia
Biel, Ceará e Macapá, condenados pelo latrocínio de Flávia Wanzeler. Foto: Divulgação

De acordo com a denúncia, no dia 12 de fevereiro de 2023, no bairro Jóquei, os réus subtraíram, mediante violência com emprego de arma de fogo, os pertences das vítimas Flávia Wenzeler e de seu parceiro namorado, resultando na morte da estudante de Medicina.

Também consta na peça que o veículo utilizado pelos criminosos era produto de um crime anterior, pertencente a uma outra vítima, que estava com o sinal identificador adulterado, segundo perícia da Polícia Civil.

Além da pena fixada, foi negado aos condenados o direito de recorrerem em liberdade, devendo iniciar o cumprimento da pena em regime fechado, bem como fixado o pagamento da quantia correspondente a R$ 200 mil, a título de danos morais, aos genitores da vítima Flávia Wanzeler, e R$ 20 mil ao namorado da estudante de Medicina.

Compartilhar
Compartilhar:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias