Justiça americana lamenta morte de policial piauiense por Covid-19

Ananias Ribeiro Ananias Ribeiro Polícia
Mardem Lincow
Policial Mardem Lincow com delegado Alesandro Barreto. Foto: Divulgação

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos enviou uma carta de condolências, ao coordenador do Laboratório de Operações Cibernéticas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJ-SP), delegado da Polícia Civil do Piauí, Alesandro Barreto, em decorrência do falecimento dos policiais João Leonardo (PC-AL) e Mardem Lincow (PC-PI).

- Publicidade -

A carta destaca que os policiais falecidos foram vitais para o sucesso da Operação 404 e que suas habilidades ajudaram o Ministério da Justiça e Segurança Pública a se tornar protagonista na defesa dos direitos da propriedade na América do Sul.

Por fim agradecem e enfatizam os efeitos duradouros de suas ações e o legado deixado por eles, com o reconhecimento do Departamento de Justiça dos Estados Unidos da América.

Mardem Lincow.. O policial civil piauiense morreu aos 40 anos vítima da Covid-19. Ele era desenvolveu o aplicativo Depre DH auxiliando a Polícia Civil a tirar de circulação traficantes e homicidas no Estado.

Entre tantas contribuições, ele participou de uma das maiores investigações de combate à pornografia infantil, Luz na Infância, de caráter internacional. Mardem tinha curso no departamento de polícia federal americana, o FBI.

- Publicidade -

Compartilhe
Siga:
Jornalista e acadêmico de Direito. Editor dos portais Senadinho e Piauí 24h. Foi repórter do Portal AZ, 180 Graus e editor do Portal Meio Norte. Editor de política do Jornal Meio Norte. Comentarista na Rede Meio Norte.