Preso ex-policial acusado de matar jornalista Donizetti Adalto

Policiais encontraram crack e dinheiro trocado na casa de Pezão
Redação PI24h Redação PI24h

O ex-policial civil João Evangelista de Meneses, conhecido como Pezão, acusado de participação na execução do assassinato do jornalista Donizetti Adalto, foi preso na manhã desta sexta-feira, dia 10, por tráfico de drogas, em Teresina.

A operação da 3ª Delegacia Seccional cumpriu quatro mandados de busca e apreensão e um de prisão – “o resultado foi a prisão em flagrante de delito do indivíduo e da sua companheira. Ele vinha sendo investigado por tráfico de drogas”, disse o delegado Samuel Silveira.

No cumprimento de mandado de busca e apreensão os policiais encontraram crack e dinheiro trocado na casa de Pezão, na região da Santa Maria da Codipi, na zona norte de Teresina.

“Estivemos na residência dele e a equipe de investigação tinha a informação que ele estava vendendo droga e durante o cumprimento do mandado de busca foi encontrado bastante crack”, disse o delegado Laércio Evangelista.

A companheira do suspeito também foi presa ao tentar dispensar a droga durante a abordagem dos policiais. Pezão cumpriu 10 anos de prisão pelo assassinato do jornalista e estava em liberdade concedida pela Justiça.

Droga
Dinheiro e droga encontrados na casa de Pezão. Foto: Divulgação
Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias