Rafael visita porto que vai receber hidrogênio do Piauí

Porto de Krk será a principal porta de entrada na Europa do hidrogênio e amônia do Piauí
Redação PI24h Redação PI24h

O governador Rafael Fonteles cumpriu agenda neste domingo, dia 19, na Croácia, iniciada com uma reunião com empresas parceiras do Piauí no grande projeto de produção de hidrogênio verde e derivados. O gestor também conheceu o Porto de Krk, que será a principal porta de entrada na Europa do hidrogênio e amônia que o Piauí produzirá.

“Nós estamos, neste domingo, fazendo a visita técnica ao porto de Krk, na Croácia, um porto que tem toda uma instalação para a indústria petroquímica. Então, é uma infraestrutura muito importante, próxima de vários parques industriais da Europa, especialmente na região sul e na região central, e é aqui que a Green Energy Park terá o seu hub principal de importação e de distribuição da amônia verde, que virá do porto do Piauí”, disse Rafael Fonteles.

A amônia verde será produzida na Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Parnaíba e irá abastecer a Europa a partir desse porto na Croácia. “Estou aqui com o Bart Biebuyck, que é o CEO da Green Energy Park (GEP), que irá junto com a Solatio desenvolver os projetos no Piauí. Aqui na Europa, eles vão fazer a distribuição para os consumidores, seja na área de transporte, seja na área industrial, que irão descarbonizar utilizando a amônia verde ou o hidrogênio verde”, afirmou Rafael Fonteles.

Rafael Fonteles destacou que esse é maior hub de importação de hidrogênio verde da Europa e está em uma posição estratégica para abastecer os países europeus. “Realmente é uma cooperação em que, além da exportação de energia limpa, teremos também uma cooperação para desenvolver tecnologias, formar engenheiros do nosso estado, do nosso país, para essa economia verde”, enfatizou o governador do Piauí.

  • Fotos: Rafael Fonteles em visita a Croácia

Já o CEO da Green Energy Park (GEP), Bart Biebuyck, declarou que é uma grande honra receber o governador Rafael Fonteles na Ilha Krk. “Nós teremos aqui, atrás de nós, os grandes navios que chegarão do Brasil com muita energia renovável. E nós vamos redistribuir o hidrogênio ou a amônia para os diferentes clientes que nós temos na Itália, na Coreia, mas também na Áustria, na Alemanha e em todas as partes das regiões balcãs”, pontuou Bart.

O empresário disse que o grupo está muito agradecido por poder trabalhar junto com o Piauí. “É uma oportunidade de descarbonizar a indústria europeia, mas ao mesmo tempo queremos garantir que também as pessoas do Piauí se beneficiem dessa cooperação e nós vamos levar também a nossa tecnologia, que desenvolvemos na nossa companhia, para o Piauí e ver como nós podemos construir um ecossistema local ali”, afirmou o CEO da GEP.

Bart Biebuyck mostrou ao governador o centro de incubação. “Nós queremos garantir que essa cooperação entre Piauí e a Ilha de Krk seja de sucesso e nós podemos compartilhar a tecnologia e a energia renovável. Então, muito obrigado às pessoas do Piauí, muito obrigado, governador, por nos visitar”, disse Bart.

Segundo ele, a capacidade desse projeto é de 10 milhões de toneladas de amônia por ano. Se calcular em hidrogênio, isso representa quase 2 milhões de toneladas de hidrogênio por ano.

Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias