No Piauí, Lula cobra pedido de desculpas a Dilma

"Voltar ela não pode, já que eu não vou sair, mas merece um pedido de desculpas", disse Lula
Hérlon Moraes Hérlon Moraes

Se devolver o mandato da ex-presidente Dilma Rousseff é algo praticamente impossível, o presidente Lula defendeu que a petista receba, pelo menos, um pedido de desculpas formal por ter sofrido o impeachment em 2016.


No Piauí para solenidade de lançamento de obras do Novo PAC, o presidente ressaltou a inocência de Dilma nas supostas pedaladas fiscais, crime que não foi cometido segundo decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). “Voltar ela não pode, já que eu não vou sair, mas merece um pedido de desculpas”, disse Lula durante discurso em Teresina.

No dia 28 de agosto, o PT apresentou no Congresso um projeto de lei que tem por objetivo anular simbolicamente o impeachment da ex-presidente. O partido solicita a anulação de todas as decisões e sanções em virtude do suposto crime de responsabilidade fiscal.

“Não é possível que você inventa uma mentira, você derruba uma presidenta, destrói parte do Brasil, depois a justiça diz que o crime não existiu e ninguém pede desculpa”, defendeu Lula.

Lula ainda participa na tarde desta quinta em Teresina, do lançamento nacional do programa Brasil sem Fome, que tem como objetivo retirar novamente o país do mapa da fome e da insegurança alimentar.

Compartilhar

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias