Furacão vence Estudiantes e vai à semifinal da Libertadores

Agência Brasil Agência Brasil

Contado com o brilho do jovem atacante Vitor Roque, de apenas 17 anos, o Athletico-PR derrotou o Estudiantes (Argentina) por 1 a 0, na noite desta quinta-feira (11) no estádio Jorge Luis Hirschi, em La Plata (Argentina), e se classificou para as semifinais da Copa Libertadores, onde medirá forças com o Palmeiras.

A partida começou com os argentinos mantendo mais a posse de bola, e criando as melhores oportunidades nos 45 minutos iniciais. Logo aos 6 minutos Manuel Castro criou a primeira chance do Estudiantes, com finalização que foi para fora. Mas a oportunidade mais cristalina surgiu aos 43, quando Morel escorou para defesa do goleiro Bento. Já o Furacão só criou alguma coisa aos 16 minutos, em cobrança de falta de Khellven que foi defendida por Andújar.

Após o intervalo a equipe comandada pelo técnico Luiz Felipe Scolari melhorou e começou a criar mais. Porém, a equipe de La Plata foi mais eficiente e chegou a superar o goleiro Bento aos 17 minutos, em finalização de Lollo. Porém, o gol acabou sendo anulado pelo juiz, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), ao assinalar irregularidade no lance.

Com o passar do tempo, Felipão mudou sua equipe de forma a tornar mais ofensiva, colocando em campo mais jogadores de ataque, entre eles o uruguaio Terans, que foi decisivo.

Já aos 50 minutos o camisa 20 do Furacão fez grande jogada pela esquerda e tocou para Vitinho na área, que levantou a bola para o garoto Vitor Roque ganhar de cabeça do goleiro Andújar para marcar o gol da classificação para a semifinal. Com este resultado o Brasil garante ao menos um representante na decisão da competição.

Após o compromisso pela Libertadores, o Athletico-PR encontra o Flamengo no Campeonato Brasileiro, a partir das 16h (horário de Brasília) do próximo domingo (14) no estádio do Maracanã.

Compartilhar
Siga:
A Agência Brasil é uma agência de notícias brasileira gerida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Foi criada durante o governo de Fernando Collor em substituição à extinta Empresa Brasileira de Notícias, que por sua vez era continuidade da Agência Nacional, criada por Getúlio Vargas.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias