Setut cobra R$ 61 milhões e bilhetagem eletrônica com Prefeitura

Redação PI24h Redação PI24h

O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) cobrou da Prefeitura de Teresina o cumprimento do acordo que prevê que a gestão municipal assuma o controle do sistema de bilhetagem eletrônica dos ônibus em Teresina. As empresas denunciam ainda atraso no pagamento do subsídio do sistema de transporte público pela Prefeitura.

“A Prefeitura de Teresina segue descumprindo o acordo feito com os empresários em outubro/21 quanto ao levantamento que deveria ser feito até final de Jan/22, do que ela já deve e deveria pagar aos consórcios, bem como não assumiu a parte operacional da bilhetagem eletrônica, a partir de 01/12/2021. Além disso, o ente municipal não vem repassando mensalmente os subsídios devidos aos consórcios, descumprindo assim a cláusula contratual”, diz a nota do Setut.

O gerente de planejamento da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans), Felipe Leal, informou que a Prefeitura está preparando uma licitação para assumir a bilhetagem eletrônica dos ônibus em Teresina.

Felipe Leal disse que o Setut apresentou uma nova planilha que reajusta a suposta dívida da gestão municipal de R$ 55 milhões para R$ 61 milhões referente a novembro de 2020 a agosto de 2021. O novo valor será analisado pela comissão formada para tratar da crise do transporte público em Teresina.

Share This Article
Compartilhar:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias