Setut aceita proposta da Prefeitura e greve pode acabar em Teresina

Ananias Ribeiro Ananias Ribeiro

O Sindicato das Empresas do Transporte Urbano de Teresina (Setut), que representa as empresas de ônibus da capital, anunciou nesta sexta-feira, dia 05, que aceitou proposta da Prefeitura de Teresina para parcelamento do débito de cerca de R$ 20 milhões.

O pagamento será feito em uma entrada de 1,6 milhão mais 20 parcelas mensais de R$ 970 mil. De acordo com o secretário municipal de Finanças, Robert Rios, a entrada será paga apenas após o fim de greve que completa 25 dias nesta sexta-feira, dia 05.

O débito é referente a acordo firmado entre a Prefeitura e o Setut para subsidiar o preço da passagem de ônibus em Teresina. O Setut alega que o valor não foi repassado nos últimos 10 meses, o que inclui os governos Firmino Filho e Dr. Pessoa e coincide com o agravamento da crise da Covid-19.

Com a entrada, as empresas pretendem pagar os salários atrasados dos motoristas e cobradores pondo fim à greve em Teresina. “Não é suficiente, mas a gente entende que é um avanço por parte da prefeitura, que dizia que não iria pagar nada. Acho que houve um entendimento de que se deve”, disse o vice-presidente do Setut, Marcelino Lopes.

Compartilhar
Siga:
Jornalista e acadêmico de Direito. Editor do portal PI24h. Foi repórter do Portal AZ, 180 Graus e editor do Portal Meio Norte. Editor de política do Jornal Meio Norte. Apresentador e comentarista de política na Rede Meio Norte.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias