Piauí registra aumento de 8% nos casos prováveis de dengue

Os dados são do boletim da 7ª Semana Epidemiológica de 2024.
Redação PI24h Redação PI24h
  • Teresina segue liderando a lista de municípios com o maior número de casos
  • O estado não registrou nenhuma morte em decorrência da doença.
  • O total de casos prováveis nas sete primeiras semanas do ano ficou em 770

O Piauí registrou um leve aumento de 8% da incidência de casos prováveis de dengue. É o que revela o boletim da 7ª Semana Epidemiológica de 2024. No período foram contabilizadas 23,4 notificações para cada 100 mil habitantes, contra 21,7 no mesmo período do ano passado.

O total de casos prováveis nas sete primeiras semanas do ano ficou em 770, quando no mesmo intervalo de 2023 tinham sido 713. Além dos diagnósticos já confirmados, o índice também considera os casos inconclusivos, ignorados/brancos e pacientes com sinais de alarme e grave de dengue.

Teresina segue liderando a lista de municípios piauienses com o maior número de casos prováveis de dengue em 2024, com 316 notificações até o momento. Em seguida aparece a cidade de Bom Jesus (125), Currais (102), Ribeiro Gonçalves (55) e Parnaíba (30).

Apesar da alta de casos prováveis de dengue, o estado não registrou nenhuma morte em decorrência da doença. O óbito que estava em investigação em Bom Jesus ainda não foi registrado pelo município no sistema oficial.

Em relação à Febre Chikungunya, o Boletim Epidemiológico mostra uma redução de 89,8% na incidência da doença, quando comparados os 443 casos prováveis de 2023 com os 45 de 2024.

Conforme dados coletados pela Pesquisa Entomológica do Aedes aegypti e do Aedes albopictus (LIRAa/LIA) de 2023, 195 municípios alcançaram índices satisfatórios. Outras 20 cidades estão em alerta e nenhuma apresenta para ocorrência de surto de arboviroses.

Por conta disso, a Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi) reforçou as ações de monitoramento e apoio técnico para controle da doença. Uma das medidas foi a liberação do carro fumacê aos municípios que tiveram um aumento da incidência e se encontram em situação de alerta.

“Estamos dando apoio técnico, liberando inclusive o carro fumacê. Essa não é uma medida de controle, mas uma medida emergencial, para contribuir no controle da situação daqueles municípios em situação de maior dificuldade”, pontua Ocimar Alencar, supervisor de entomologia da Sesapi.

Por fim, a Sesapi reforça a importância da população manter os cuidados para a eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, vetor de transmissão da dengue e Chikungunya. A orientação é manter a limpeza dos ambientes domésticos e evitar água parada.

Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias