Transporte alternativo volta a ter bilhete eletrônico em Teresina

Ananias Ribeiro Ananias Ribeiro

O transporte alternativo de passageiros voltou a ter bilhetagem eletrônica após a revogação da portaria que bloqueava o uso do sistema pela Prefeitura de Teresina.

A portaria assinada pelo chefe da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Setrans), Bruno Pessoa, autoriza o ControlCIT aos permissionários do transporte alternativo em todas as linhas em Teresina.

O transporte alternativo cobra uma tarifa de R$ 4 e atende a cerca de 20 mil passageiros por dia em Teresina. O sistema estava suspenso desde novembro de 2021.

O documento prevê a implantação de GPS em todos os veículos sendo que Prefeitura de Teresina terá acessp a todas as informações, no prazo de até 10 dias úteis. Os veículos deverão passar por vistoria veicular na sede da Strans em até 30 dias para fiscalização pela Strans.

“Não sendo cumprido o disposto na portaria, bloquear de imediato o acesso do veículo aos validadores”, destaca a portaria da Strans.

Compartilhar
Siga:
Jornalista e acadêmico de Direito. Editor do portal PI24h. Foi repórter do Portal AZ, 180 Graus e editor do Portal Meio Norte. Editor de política do Jornal Meio Norte. Apresentador e comentarista de política na Rede Meio Norte.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias