Fundação de Cultura tira dúvidas sobre Lei Paulo Gustavo em Timon

Ao todo, está disponibilizado para o município de Timon o valor de R$ 1.541.021,73
Redação PI24h Redação PI24h

Agentes culturais timonenses de diversos setoriais estiveram no Centro de Treinamento Professor Wall Ferraz na manhã desta segunda-feira, dia 02, para ouvir orientações e receber esclarecimentos sobre a Lei Paulo Gustavo e sobre os três editais lançados pela Prefeitura de Timon.


Técnicos da Fundação Municipal de Cultura (FMC) fizeram a exposição de conteúdos relacionados aos editais, detalhando pontos importantes, e os participantes puderam fazer perguntas.

“Muita gente já começou a fazer seus projetos pra concorrer, mas eu preferi esperar, segurar um pouco, pra vir pra essa reunião, ouvir as explicações, exatamente por entender que cada edital tem suas especificações, tem detalhes que a gente precisa ficar atento. Então, é melhor tirar todas as dúvidas antes, pra fazer um projeto dentro dos padrões e, assim, ter mais chance de ser contemplado com o recurso”, opinou o ator Wellington Silva (Well BM).

Ao todo, está disponibilizado para o município de Timon o valor de R$ 1.541.021,73, a fim de fomentar as ações culturais no município. A Lei Federal determina que 70% destes recursos sejam destinados ao setor de audiovisual, e a Prefeitura de Timon elaborou os três editais de acordo com as especificações federais.

“Os três editais lançados pela Prefeitura de Timon seguem o edital federal e contemplam ações do setor audiovisual, demais áreas culturais e uma premiação de trajetória cultural, e nós organizamos de modo que sejam contemplados 98 projetos com o valor recebido, sendo 70% para o setor de audiovisual e 30% para as demais áreas. E essa reunião aqui hoje é justamente pra esclarecer quaisquer dúvidas que possam surgir sobre esses editais”, explica a presidente da Fundação Municipal de Cultura, Leylianne Monteiro.

Presidente da Fundação Municipal de Cultura, Leylianne Monteiro. Foto: Divulgação

A Lei Paulo Gustavo possui caráter emergencial e objetiva minimizar impactos econômicos gerados pela pandemia de Covid 19. “A pandemia atrapalhou bastante e dificultou, porque a gente não tinha como trabalhar. Então, concorrendo ao edital da Lei Paulo Gustavo, eu estou me sentindo num momento importante, porque eu vivo a cultura e estou vendo a oportunidade de a gente conseguir meios para poder trabalhar”, conta o Sr. José Edmar, um dos representantes do setorial de repente e cordel.

Conforme a assessora técnica da FMC e coordenadora da comissão da Lei Paulo Gustavo em Timon, Carla Sena, a primeira dúvida que surge diante dos editais é saber em qual deles se inscrever. “Alguns dos agentes culturais se encaixam em mais de um edital, por exemplo, mas eles precisam analisar cada detalhe, porque precisa escolher apenas um”, esclarece Carla.

Ator Wellington Silva (Well BM). Foto: Divulgação

A Fundação Municipal de Cultura também disponibilizou o número (86) 9 8164-3716 para orientações e tira-dúvidas, com atendimento das 7h30 às 16h. As inscrições para os três editais estão sendo realizadas por meio virtual e permanecem abertas até o dia 20 de outubro de 2023, através do endereço eletrônico [email protected].

Compartilhar
Compartilhar:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias