Eriksen segue estável após parada cardíaca em jogo da Euro

Agência Brasil Agência Brasil Esportes
Eriksen
Eriksen em campo pela Dinamarca. Foto: Hannah Mckay / Agência Brasil

A condição do jogador dinamarquês Christian Eriksen é estável desde que ele sofreu uma parada cardíaca e desmaiou durante a partida inaugural de seu time na Euro 2020 contra a Finlândia, informou o diretor de comunicação da associação dinamarquesa de futebol aos repórteres nesta segunda-feira, dia 14.

- Publicidade -

“Fizemos contato com ele ontem e hoje. [Sua] condição é a mesma de ontem: boa, estável”, disse Jakob Hoeyer aos repórteres.

Os outros jogadores da Dinamarca disseram que disputarão os próximos jogos da Euro em homenagem ao colega, que perdeu os sentidos aos 42 minutos da partida de sábado, dia 12, e foi atendido no gramado antes de ser levado ao hospital.

“Ainda estamos no torneio. Agora temos que tentar ver se conseguimos ganhar isto e fazê-lo por Christian e fazê-lo pelos torcedores que estavam conosco, tão impotentes na situação quanto nós”, disse o goleiro da Dinamarca, Kasper Schmeichel, à emissora DR.

“Não tenho dúvida de que este time tem a união, a força para conseguir se unir e ir lá fazer algo especial”, acrescentou.

- Publicidade -

Schmeichel disse que também visitou Eriksen no hospital: “Foi bom demais vê-lo sorrir, rir, ser ele mesmo e sentir que ele está lá. Foi uma experiência ótima, e algo que me ajudou muito.”

Ele e outros jogadores estavam conversando com a imprensa pela primeira vez desde a derrota por 1 a 0 para os finlandeses.

A Dinamarca ainda tem uma chance na Euro 2020 nos dois últimos jogos do Grupo B contra a Bélgica na quinta-feira, dia 17, e a Rússia em 21 de junho.

- Publicidade -

“Todos nós jogamos por Christian. Isto é certeza”, disse o jogador Pierre-Emil Hojbjerg à DR.

Compartilhe
Siga:
A Agência Brasil é uma agência de notícias brasileira gerida pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Foi criada durante o governo de Fernando Collor em substituição à extinta Empresa Brasileira de Notícias, que por sua vez era continuidade da Agência Nacional, criada por Getúlio Vargas.