Vice-prefeito eleito é preso acusado de “boca de urna” no Piauí

Vice-prefeito eleito foi preso fazendo "boca de urna" na eleição suplementar em São Lourenço do Piauí
Redação PI24h Redação PI24h

O vice-prefeito eleito de São Lourenço do Piauí, Wallacy Rangel de Oliveira Paes Damasceno, conhecido como “Neném”, foi preso em flagrante no último domingo, dia 06, sob acusação de “boca de urna”, durante a eleição suplementar no município que teve como eleito o prefeito Dr. Thiago (PSD).


A prisão foi realizada pela Delegacia de São João do Piauí. Foram também lavrados dois Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) pelos crimes de arregimentação de eleitores em São Lourenço do Piauí.

“O Wallacy foi conduzido pelo crime de arregimentar eleitores, que consiste em captar eleitorado nas proximidades da seção eleitoral, é a popular boca de urna”, disse o delegado Francisco Carvalho.

Uma mulher e um homem também foram presos por suspeita de boca de urna – os dois vão responder em liberdade a inquérito aberto na Polícia Civil. O homem foi solto após pagar fiança no valor de R$ 15 mil – ele é acusado de comprar votos para o candidato Mundola (PT).

“Ele passou por audiência de custódia perante o juiz e a promotora só saiu mediante o pagamento de R$ 15 mil de fiança, pelo crime de compra de votos. Ele foi preso em flagrante de delito e só foi solto mediante o pagamento”, explicou o delegado Francisco Carvalho.

Eleição

O candidato Dr. Thiago (PSD) foi eleito prefeito de São Lourenço do Piauí em eleição suplementar realizada neste domingo, dia 06. O advogado obteve 2.251 votos, o correspondente a 56,33% dos votantes, e superou o candidato Mundola (PT) que teve 1.745 votos, o equivalente a 43,67%.

Compartilhar
Compartilhar:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias