Saiba como consultar valor da 2ª parcela precatório do Fundef

Para saber o valor a receber, o servidor deve consultar o site da Seduc
Redação PI24h Redação PI24h

O Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (Seduc), começa a pagar nesta terça-feira, dia 25, a segunda parcela do rateio do precatório do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef). Para saber o valor a receber, o servidor deve consultar o site da Seduc.


Os professores da rede estadual, que estiveram na ativa entre 1997 e 2006, têm a receber mais de R$ 83 milhões para rateio, como parte da segunda parcela dos precatórios do Fundef. “O pagamento ocorrerá conforme o calendário da folha de julho, ou seja, nos dias 25 e 31 de julho”, detalhou o secretário de Estado da Educação, Washington Bandeira.

Ao todo, serão pagas três parcelas dos precatórios do Fundef ao Piauí. Assim, os professores devem receber mais uma parte do recurso, que tem pagamento previsto para o próximo ano. “Foi pago, até o momento, o valor de R$ 107.650.000, referente à primeira de três parcelas que o Estado tem direito a receber. Estamos pagando este mês a segunda parcela e, em 2024, os professores receberão a última parte do recurso”, informou o secretário Washington Bandeira.

Os precatórios do Fundef são resultados de ações judiciais movidas pelo Estado, que motivaram o governo federal a corrigir os cálculos e complementar a participação nos repasses feitos pelo fundo ao Piauí.

Com isso, os professores que estavam em atividade na rede estadual entre 1997 e 2006 passam a ter direito a 60% dos valores recebidos pelo Estado. Para a próxima parcela, estão previstos os pagamentos referentes a 47.353 matrículas, incluindo servidores ativos, inativos, ex-servidores já desligados ou herdeiros.

Compartilhar
Compartilhar:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias