Operação Jet Ski: Gaeco investiga contratos de R$ 30 milhões da Fepiserh

Operação investiga irregularidades em contratos de locação de equipamentos hospitalares no Piauí
Redação PI24h Redação PI24h
  • Operação Jet Ski teve como alvo endereços dos investigados em Teresina, Parnaíba e Timon
  • Gaeco apura irregularidades em contratos de locação de equipamentos hospitalares da Fepiserh
  • O total de contratos sob investigação chega a R$ 20 milhões, segundo o MP-PI

O Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI), por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Picos e com o auxílio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou, na manhã desta sexta-feira, dia 26, a Operação Jet Ski.

A operação investiga irregularidades em contratos de locação de equipamentos hospitalares feitos sem licitação com a extinta Fundação Estadual de Serviços Hospitalares (Fepiserh). O total de contratos sob investigação chega a R$ 20 milhões.

O processo teve início após o promotor Maurício Verdejo, da comarca de Picos, apurar a locação dos equipamentos para o Hospital Regional de Picos. Os investigadores fizeram buscas em endereços ligados aos investigados, localizados em Teresina, Parnaíba e Timon, no Maranhão.

O nome da Operação Jet Ski faz referência a uma das empresas vencedoras de processos de dispensa de licitação com a antiga Fundação Estadual de Serviços Hospitalares, para locação de equipamentos médico-hospitalares no Piauí.

A operação também conta com o auxílio da Polícia Civil, da Polícia Militar e do Gaeco do Maranhão.

Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias