Jovem queimada viva foi morta pelo namorado, diz Polícia Civil

Layze Stephanie foi mora com requintes de crueldade em Minas Gerais
Redação PI24h Redação PI24h
  • O suspeito de 37 anos tinha iniciado um relacionamento com a vítima há menos de 40 dias
  • A garota foi sequestrada em 14 de fevereiro e a família foi extorquida em MG
  • Ele foi encaminhado ao presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves

A jovem Layze Stephanie Gonzaga Ramalho da Silva, 21, foi queimada viva e abandonada às margens de uma rodovia pelo namorado, afirmou nesta segunda-feira, dia 04, a Polícia Civil. De acordo com as investigação, o suspeito de 37 anos tinha iniciado um relacionamento com a vítima há menos de 40 dias em Minas Gerais.

Layze Stephanie foi agredida, esfaqueada, queimada e abandonada em um carro na BR-040. O crime aconteceu próximo ao município de Pedro Leopoldo, na Grande Belho Horizonte. O caso aconteceu no dia 19 de fevereiro de 2024.

A garota foi sequestrada no dia 14 de fevereiro e mantida em cativeiro em um sítio em Betim. Por cinco dias, ela fazia ligações para familiares a mando do sequestrador pedindo valores de R$ 30 a R$ 90 mil. O suspeito responde por homicídio, uso de documentação falsa, tráfico de drogas e explosão de caixa eletrônico. Ele foi acusado de agredir uma ex-companheira no Rio de Janeiro.

Depois de ser preso, o suspeito negou participação na morte de Layse e insistiu na versão que a vítima tinha dívidas de drogas. Ele foi encaminhado ao presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves.

Segundo o delegado Lucas Creido, o indivíduo deve responder por extorsão mediante sequestro com resultado morte, além de feminicídio e uso de documentação falsa junto à Justiça.

Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias