Importunação

PF combate fraudes à licitação e lavagem de dinheiro no Piauí

Operação Prato Vazio cumpre seis mandados de busca e apreensão em Bom Princípio
Ananias Ribeiro Ananias Ribeiro
  • CGU apontou indícios de fraude na compra de merenda escolar no Piauí
  • As fraudes abarcam dois processos licitatórios da Prefeitura de Bom Princípio
  • Justiça decretou sequestro de bens e valores no valor de R$ 200 mil

A Polícia Federal, com o apoio da Controladoria Geral da União, deflagrou nesta quinta-feira, dia 08, a Operação Prato Vazio em cumprimento a seis mandados de busca e apreensão no município de Bom Princípio do Piauí, expedidos pela 1ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí.

As investigações iniciaram após auditoria da CGU, que apontou vários indícios de fraudes em dois processos licitatórios realizados pela Secretaria de Educação do município de Bom Princípio, nos anos de 2017 e 2019, realizados com a finalidade de aquisição de merenda escolar no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar.

Durante as investigações, foi constatado que o proprietário da empresa vencedora dos certames com indícios de fraude é parente do ex-gestor do município de Bom Princípio do Piauí.

A Justiça Federal determinou ainda o sequestro de bens e valores no valor de, aproximadamente R$ 200 mil, montante referente ao prejuízo decorrente dos gêneros alimentícios pagos pelo município, mas que não foram entregues à Secretaria de Educação.

Diante da situação, os investigados poderão responder pelos crimes de fraude à licitação e lavagem de dinheiro, além de outros delitos que possam surgir na continuidade dos trabalhos investigativos.

  • Vídeo: Polícia Federal deflagra operação em Bom Princípio do Piauí
Compartilhar
Siga:
Jornalista e acadêmico de Direito. Editor do portal PI24h. Foi repórter do Portal AZ, 180 Graus e editor do Portal Meio Norte. Editor de política do Jornal Meio Norte. Apresentador e comentarista de política na Rede Meio Norte.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias