Importunação

Justiça solta piauiense presa com cocaína em aeroporto em SP

Ministério Público opinou pela liberdade da acusada que mora com um filho de 12 anos no MA
Redação PI24h Redação PI24h

O juiz federal Márcio Augusto de Melo Matos, da 6ª Vara Federal de Guarulhos, mandou soltar a piauiense Gisele Fernandes Freitas, 21, presa com cápsulas de cocaína escondidas na vagina, ânus e estômago no aeroporto internacional de Guarulhos, em São Paulo, tentando embarcar para a Europa.

Gisele Fernandes foi solta em audiência de custódia realizada nesta sexta-feira, dia 24. O Ministério Público de São Paulo opinou pela concessão da liberdade com a aplicação de medidas cautelares considerando que a acusada tem um filho menor de 12 anos que mora com ela em Timon, no Maranhão.

O magistrado determinou a soltura da piauiense com o cumprimento das medidas cautelares: comparecimento a todos os atos do processo; proibição de mudar de endereço sem informar a Justiça Federal; não ausentar-se do respectivo domicílio por mais de uma semana sem prévio autorização judicial; proibição de deixar o País.

O passaporte da mulher deve ser entregue em cartório caso não tenha sido apreendido pela Polícia Civil. Gisele Fernandes ainda terá que comparecer mensalmente em juízo para comprovar o cumprimento das medidas estabelecidas pela Justiça.

Gisele Fernandes pretendia embarcar para Paris, na França. Em análise feita por meio do aparelho detector de traços de drogas e explosivos, os policiais identificaram contato da mulher com cocaína. Ela foi entrevistada e, submetida a busca pessoal, levada a cabo por uma policial em Guarulhos.

Cocaína retirada do corpo de piauiense que tentou embarcar para Europa. Foto: Divulgação

Na presença de testemunha, ficou constatado que ela transportava cápsulas de cocaína na cavidade vaginal, envoltas em preservativo. Diante do flagrante, a suspeita confessou que também havia uma quantidade de cápsulas introduzida no ânus e dentro de seu sistema digestivo. Em razão do risco de morte, a mulher foi conduzida ao hospital público para que pudesse expelir a droga com segurança em São Paulo.

Ela deverá responder pelo crime de tráfico internacional de drogas. A mulher nasceu em Teresina e morava em Timon, no Maranhão. Ela serviria como “mula” para levar o cocaína até a Europa.

Exames de raio-x mostram cápsulas com cocaína dentro dos estômagos em SP. Foto: Divulgação
Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias