Empresário é preso suspeito de matar esposa em Teresina

O corpo da vítima foi encontrado no chão, ao lado da cama, com uma faca na mão e próximo a uma pistola .40
Redação PI24h Redação PI24h

O empresário Eliésio Marinho da Silva foi preso na manhã desta segunda-feira, dia 23, durante cumprimento de mandado de prisão temporária, ao prestar depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (Dhpp), sobre a morte da esposa Kamila Carvalho do Nascimento, 22, ocorrido na última sexta-feira, dia 20.

O corpo da vítima foi encontrado no chão, ao lado da cama, com uma faca na mão e próximo a uma pistola .40, na residência do casal no bairro Aeroporto, na zona norte de Teresina.

O caso está sendo investigado pela delegada Nathalia Figueiredo, do Núcleo de Feminicídio do Dhpp. A defesa do empresário alegou que o caso não se trata de homicídio, mas de suicídio de Kamila.

Em depoimento, o empresário foi questionado sobre o fato da pistola .40 ter sido encontrada travada próxima ao corpo de Kamila. A defesa alegou que foi um policial militar que travou a arma de fogo ao chegar a residência em Teresina.

Crime

Kamila Nascimento foi morta com um disparo de arma de fogo na cabeça na madrugada de sexta-feira, dia 20, dentro casa onde morava com o marido e uma filha de dois anos no bairro Aeroporto, na zona norte de Teresina.

O marido acionou um advogado e deixou a residência antes da chegada da Polícia Militar. “Ele disse que ela havia cometido suicídio, mas toda morte violenta nós tratamos como homicídio, até que se prove o contrário”, disse o delegado Francisco Costa, o Barêtta, coordenador do Dhpp.

Agressão

O delegado Barêtta relatou ainda que o pai da vítima contou que, recentemente, a filha foi para a casa dos pais depois de sofrer um agressão física por parte do marido, mas que não registrou Boletim de Ocorrência (BO).

Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias