Veja nomes: 3 municípios estão em risco para dengue no Piauí

Morro Cabeça no Tempo, Itaueira e Alagoinha do Piauí são os três municípios em risco no Piauí
Redação PI24h Redação PI24h

A segunda pesquisa Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti (LIRAa/Lia) de 2023 apontou que 38 municípios apresentaram situação de alerta e três municípios apresentaram situação de risco para dengue no Piauí. E ainda 12 cidades perderam o prazo para repassar os resultados do levantamento. Morro Cabeça no Tempo, Itaueira e Alagoinha do Piauí são os três municípios que apresentaram situação de risco de acordo com a pesquisa LIRAa/Lia.


Outros 171 municípios piauienses apresentaram situação satisfatória em relação ao índice de infestação predial para a dengue. A pesquisa verifica a presença de larvas do mosquito Aedes Aegypti em imóveis, classificando o índice de infestação em satisfatório, situação de alerta e situação de risco.

“Nossas equipes já estão mantendo contato com os três municípios que apresentaram estado de risco e os 38 municípios em situação de alerta para analisarmos a situação e tomarmos as medidas e ações cabíveis para reverter essa situação”, explica o supervisor de entomologia da Sesapi, Ocimar Alencar.

Os resultados do levantamento permitem que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) tenha um panorama real da situação de cada município do estado em relação ao risco de aumento de casos, permitindo a tomada de decisões e realização de medidas para enfrentar o mosquito vetor e sua proliferação em cada situação.

Para apresentar um índice satisfatório, a cada 100 imóveis visitados pelas equipes da pesquisa, as larvas não devem ser identificadas em nenhum local, para uma situação de alerta a presença de larvas considerada é de 1 a 3,99 dos 100 locais analisados, enquanto que em cidades onde a presença de larvas esteja em 4 imóveis ou mais o índice será considerado de risco.

Boletim

Nesta sexta-feira, dia 25, também foi divulgado o 33° boletim epidemiológico de arboviroses do ano de 2023. De acordo com o informe da Sesapi, dengue, zika vírus e febre chikungunya apresentaram redução de casos notificados em relação ao mesmo período de 2022.

Os dados de dengue mostram que em 2023 o estado notificou até a sua semana epidemiológica de número 33, um total de 7.110 casos. No mesmo período de 2022 foram 31.140 notificações, representando uma redução de 72,2% no número de casos notificados. Os casos de zika apresentaram uma redução de 85,1% nas notificações quando comparado o mesmo período de 2023 e 2022. Em 2023, o estado notificou 23 ocorrências durante suas 33 semanas epidemiológicas, enquanto que em 2022 foram 154 notificações.

Para Febre Chikungunya, o boletim apresenta uma redução de 61,2% no número de notificações. Em 2023 foram 4.094 casos notificados, enquanto em 2022 o estado chegou a registrar 10.541 casos.

“Os números apontam uma redução de notificação das três arboviroses, mas pedimos que os nossos municípios não relaxem nas medidas de prevenção e enfrentamento ao mosquito vetor. Enfrentando o vetor, impedindo que ele se prolifere, teremos uma redução maior de casos”, fala a superintendente de atenção primária a saúde e municípios, Leila Santos.

Compartilhar
Compartilhar:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias