Governo planeja alfabetizar 100 mil piauienses até 2026

Secretário Washington Bandeira participou do "Dia D" do Alfabetiza Piauí
Redação PI24h Redação PI24h

O secretário Washington Bandeira participou, nesta quinta-feira, dia 11, das ações do “Dia D” do programa Alfabetiza Piauí, iniciativa da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) que ocorre nos 224 municípios piauienses e tem como objetivo, em sua primeira etapa, devolver à sala de aula mais de 12 mil alunos, jovens e adultos acima dos 15 anos, que ainda não concluíram o processo de alfabetização.


Até 2026, a meta é alfabetizar 100 mil piauienses acima de 15 anos até 2026, fazendo do Piauí o melhor em índices de alfabetização de toda a região nordeste. Na capital, o secretário visitou os quatro pontos de mobilização da iniciativa. Primeiro, na Praça Rio Branco, no Centro, passando pelo posto da Nova Ceasa, e os pontos situados nas praças do Santuário Arquidiocesano São Francisco de Assis e João Dantas Neto, nos bairros Itararé e Campestre, respectivamente.

Para Washington Bandeira, o Alfabetiza Piauí devolve aos alunos, não apenas a dignidade para a realização de atividades cotidianas, associadas a ler e escrever, como também abre um novo horizonte de oportunidades para que elas se recoloquem no mercado de trabalho.

“Temos que realizar esse trabalho de trazer de volta essas pessoas para a escola para que elas concluam o seu processo de letramento matemático, leitura e escrita. E que, dessa forma, tenham uma nova oportunidade de, inclusive, se inserir no mercado do trabalho em condições melhores, com uma remuneração melhor”, explicou o secretário.

Alfabetiza Piauí
Foto: Divulgação

Matrículas

As matrículas para o Alfabetiza Piauí seguem até a próxima segunda-feira, dia 15. Os interessados podem se dirigir a uma Escola Seduc com oferta de EJA, portando documento de identidade (RG), CPF e comprovante de residência. As inscrições podem ser realizadas também através do site https://plataforma.seduc.pi.gov.br/alfabetiza/.

Em sua primeira etapa, o Alfabetiza Piauí oferece aulas presenciais em 510 turmas, com carga horária de 300 horas e duração de até seis meses. A metodologia será focada na alfabetização inicial, de forma interdisciplinar em seus componentes curriculares, priorizando as disciplinas de Língua Portuguesa e noções básicas de Matemática.

Fases

Além de assegurar o processo de alfabetização dos alunos, o programa garante uma bolsa no valor de R$ 600 (dividida em 3 parcelas de R$ 200) para incentivar a participação e a permanência nas aulas.

O primeiro repasse será após a confirmação da matrícula; O segundo repasse será após três meses de aulas, mediante comprovação de frequência mínima de 75% e participação nos testes; O terceiro repasse será concedido após a certificação do estudante alfabetizado e sua matrícula na etapa seguinte da Educação de Jovens e Adultos (EJA), completando o valor de R$ 600.

Compartilhar
Compartilhar:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias