Importunação

Justiça eleitoral cassa vereadora mais votada em Geminiano

Mariana é filho do secretário municipal de Saúde, José Genivaldo de Sousa, conhecido como Gg
Redação PI24h Redação PI24h

O juiz Fabrício Paulo Cysne de Novaes, da 62ª Zona Eleitoral de Picos, cassou o mandato da vereadora Mariana Cipriano, do município de Geminiano, por compra de votos nas eleições de 2020.

Mariana Cipriano foi a vereadora mais votada do município com 542 votos. A investigação teve início após a então candidata ser presa com santinhos, lista de eleitores e dinheiro na madrugada do dia 14 de novembro de 2020.

Um assessor também foi preso – os dois foram flagrados pela Polícia Federal com R$ 4.300 em cédulas de R$ 10, R$ 20, R$ 50 e R$ 100 em um veículo, além de material de campanha, um dia antes da eleição em Geminiano.

A então candidata e o assessor foram soltos após pagar fiança de R$ 10.450. No entanto, a investigação policial continuou e, três anos depois, a parlamentar teve o mandato cassado pela Justiça.

Mariana é filho do secretário municipal de Saúde, José Genivaldo de Sousa, conhecido como Gg. O juiz Fabrício Paulo entendeu que a Polícia Civil apresentou no resultado da investigação provas da materialidade e autoria da compra de votos configurando abuso de poder econômico nas eleições de 2020.

A vereadora pode recorrer da cassação no exercício do mandato junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI).

Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias