Covid-19: Teresina tem 5 hospitais com 100% de ocupação em UTIs

Ananias Ribeiro Ananias Ribeiro Coronavírus
Leitos de UTIs
Leitos de UTIs. Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) divulgado na noite deste sábado, dia 06, revela que dos 353 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19 disponíveis nas redes pública e privada de saúde no Piauí, 297 estão ocupados – o equivalente a 84,1%.

A situação é mais grave na capital Teresina onde três hospitais públicos e dois privados: Hospital de Urgência de Teresina – HUT, Hospital Geral do Monte Castelo, Hospital da Polícia Militar – HPM, Hospital São Paulo e Hospital de Terapia Intensiva – HTI estão com 100% de ocupação nos leitos de UTI Covid-19. No HUT são 18 leitos, no Monte Castelo mais 20 leitos, no HPM outros 10 leitos; no Hospital São Paulo são quatro leitos e no HTI são dois leitos todos com pacientes graves vítimas da Covid-19.

O Hospital Getúlio Vargas – HGV está com 95% de ocupação [38 leitos de 40]; o Hospital Universitário – HU tem 93,3% de leitos ocupados [28 de 30]. Enquanto o Hospital Natan Portella está 90% preenchido [18 leitos de 20]. Isso significa que existem apenas seis leitos de UTI Covid-19 disponíveis nos principais hospitais públicos de Teresina. A situação está controlada apenas no Hospital Infantil com ocupação de 44,4% e na Maternidade Evangelina Rosa com 33,3%.

Na rede privada de atendimento na capital, além da ocupação de 100% dos leitos do São Paulo e HTI, o Hospital São Marcos tem apenas dois leitos de UTI Covid-19 disponíveis com ocupação de 90,5% [19 de 21 leitos]; no Hospital Unimed a ocupação é de 85% [17 de 20 leitos para Covid-19]; o Hospital Rio Poty tem ocupação de 80% [4 de 5] e o Hospital Prontomed soma 75% [15 de 20].

No interior, a situação mais crítica é no Hospital Regional Tibério Nunes em Floriano. A unidade tem 95% de ocupação de leitos de UTI Covid-19. Dos 20 disponíveis, 19 estão ocupados. No Hospital Regional Chagas Rodrigues, em Piripri, a ocupação chega a 90%. Dos 20 leitos, 18 tem pacientes graves com Covid-19. A situação segue preocupante em São Raimundo Nonato com ocupação de 86,7% [13 de 25]; Oeiras com 77,8% [7 de 9]; Picos com 70% [14 de 20 leitos] e Parnaíba com 60,7% [17 de 28].

  • Leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19
  • Rede Pública
    Teresina
    – Hospital de Urgência de Teresina – HUT – 100%
    Teresina – Hospital Geral do Monte Castelo – 100%
    Teresina – Hospital da Policia Militar – HPM – 100%
    Teresina – Hospital Getúlio Vargas – HGV – 95%
    Teresina – Hospital Universitário (HU) – 93,3%
    Teresina – Hospital de Doenças Tropicais Natan Portella – HDIC – 90%
    Teresina – Hospital Infantil Lucídio Portella – HILP – 44,4%
    Teresina – Maternidade Dona Evangelina Rosa – MDER – 33,3%
  • Rede Privada
    Teresina – Hospital de Terapia Intensiva – HTI – 100%
    Teresina – Hospital São Paulo – 100%
    Teresina – Hospital São Marcos – 90,5%
    Teresina – Unimed – 85%
    Teresina – Hospital Rio Poty – 80%
    Teresina – Prontomed – 75%
  • Rede Pública
    Floriano
    – Hospital Regional Tibério Nunes – 95%
    Piripiri – Hospital Regional Chagas Rodrigues – 90%
    São Raimundo Nonato – Hospital Regional Senador Candido Ferraz – 86,7%
    Oeiras – Hospital Regional Deolindo Couto – 77,8%
    Picos – Hospital Regional Justino Luz – 70%
    Parnaíba – Hospital Estadual Dirceu Arcoverde – 60,7%

Compartilhe
Siga:
Jornalista e acadêmico de Direito. Editor dos portais Senadinho e Piauí 24h. Foi repórter do Portal AZ, 180 Graus e editor do Portal Meio Norte. Editor de política do Jornal Meio Norte. Comentarista na Rede Meio Norte.