Importunação

Empresário é indiciado pela morte da esposa em Teresina

Eliesio ainda foi indiciado pelo crime de fraude processual no inquérito da delegada Nathália Figueiredo
Redação PI24h Redação PI24h

O empresário Eliésio Marinho da Silva, 31, foi indiciado pelo feminicídio da esposa Kamila Carvalho do Nascimento, 22. O crime ocorreu no último dia 20 de outubro, em uma residência na Avenida Campo Maior, no bairro Aeroporto, na zona norte de Teresina.

Eliésio ainda foi indiciado pelo crime de fraude processual – o inquérito foi concluído nesta sexta-feira, dia 29, pela delegada Nathália Figueiredo, do Núcleo de Feminicídio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (Dhpp).

Segundo a delegada, a perícia encontrou mudanças na cena do crime – o empresário alegou que a esposa tirou a própria vida na frente dele e da filha em Teresina. No entanto, a perícia apontou que uma faca foi colocada na mão da vítima e que o tiro fatal foi efetuado a longa distância, segundo a delegada Nathália.

“A faca, nas condições em que foi encontrada, jamais a vítima estaria empunhando no momento em que teria atirado em si própria, porque era incompatível, tudo indica que ela [a faca] foi colocada após a morte da vítima”, explicou a delegada Nathália.

O exame residuográfico não apontou vestígios de pólvora na mão da vítima, o que indica que a mulher não atirou nela mesma. A perícia apontou ainda que o tiro foi efetuado a longa distância e, em depoimento, o indiciado apontou que na casa estava apenas ele, a vítima e a filha do casal em Teresina.

“Ele [Eliésio] tentou alterar a cena do crime para simular um suicídio. Tinham evidências de que o corpo foi manipulado, pois as manchas de sangue eram incompatíveis com a posição em que o corpo foi encontrado”, completou a delegada Nathália.

O homicídio foi qualificado como feminicídio tendo como causa de aumento ter sido praticado na presença de uma menor de 14 anos, filha do casal Eliesio e Kamila. Eliesio está preso desde o dia 23 de outubro na Cadeia Pública de Altos após ter a prisão temporária convertida em preventiva pela Justiça.

Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias