Importunação

Homem suspeito de mandar matar policial e analista é preso em Teresina

Com o suspeito, os policiais encontraram celulares, dinheiro e uma arma de fogo em Teresina
Redação PI24h Redação PI24h

Um indivíduo identificado como Adeilson do Amaral de Sousa, conhecido como “Kiko”, 35, apontado como líder de uma facção criminosa e suspeito de mandar matar um policial civil e um analista judiciário foi preso na noite desta terça-feira, dia 26, em Teresina.

Com o suspeito, os policiais apreenderam celulares, dinheiro e uma arma de fogo. A prisão se deu em um apartamento no bairro Pirajá, na zona norte de Teresina. Os assassinatos do inspetor de Polícia Civil e do analista judiciário aconteceram no Ceará.

Haroldo Ximenes Júnior, 53, analista do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE), foi morto a tiros no dia 1º novembro na Avenida Virgílio Távora, no centro de Granja. Dois indivíduos foram presos suspeitos de executar o homem no Ceará.

Já o inspetor Glicério Felix de Almeida, 41, foi executado no dia 18 de dezembro em uma praça no bairro Boca do Acre, também em Granja. Ele estava de folga, sentado na praça quando foi atingido por disparos de arma de fogo e morreu no local. Na fuga, o suspeito levou a arma do agente de Polícia Civil.

Arma de fogo, dinheiro e celulares apreendidos com suspeito em Teresina. Foto: Divulgação
Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias