Menina é estuprada e morta estrangulada após chorar no RJ

O corpo da criança foi encontrado em um saco de ração na Baixa Fluminense, no Rio de Janeiro
Redação PI24h Redação PI24h

A menina Kemilly Hadassa Silva, 4, foi estuprada e morta estrangulada por Reynaldo Nascimento, 22, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. Ele confessou o crime após ser preso pela Polícia Civil.

Para os policiais, o indivíduo afirmou que após pegar a menina, a levou para uma casa abandonada, próximo da casa da vítima, e a estuprou. Ele contou então que quando a garota começou a chorar resolveu matá-la. A morte por estrangulamento foi confirmada por peritos da Polícia Civil.

O corpo da criança foi encontrado em um saco de ração com sinais de marcas de faca no pescoço. Aos policiais civis, o indivíduo afirmou que “ficou com pena” e resolveu esganar a menina e não degolar seu pescoço. “O tio reconheceu o corpo. As partes genitais da menina estavam bem machucadas”, disse o delegado Mauro César.

Reynaldo vai responder por homicídio qualificado e estupro de vulnerável. Os investigadores querem saber se outras pessoas participaram do crime. O indivíduo foi levado para o presídio de Benfica, na zona norte do Rio de Janeiro.

Abandono de Incapaz

A mãe de Kemilly Hadassa Silva, identificada como Sulen Silva, será investigada por abandono de incapaz já que a menina foi deixada sozinha em casa ao ser capturada pelo criminoso na Baixada Fluminense.

Reynaldo Nascimento é encaminhado para presídio no Rio de Janeiro. Foto: Divulgação
Compartilhar
Siga:
Criado em 2019, o pi24h é um portal de notícias com sede em Teresina que tem o compromisso de atualização 24h por dia com qualidade e relevância social com notícias do Piauí, Teresina, Brasil e Mundo.

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Notícias